Decoração: madeira de demolição confere ar de exclusividade aos ambientes.

Painel de TV LCD

Painel de Demolição para TV de LED ou LCD.

Depois de passar por uma demolição, muito material é jogado fora. Mas a madeira pode ser reaproveitada na decoração dos mais variados ambientes, tais como painéis, pisos, fachadas ou até ganhar nova vida como um móvel tanto de residências como de bares, restaurantes e até escritórios.

“Cada madeira tem uma característica única. São peças exclusivas, rústicas e envelhecidas que fazem uma boa combinação quando são misturadas com itens modernos. Além de ecologicamente corretas, muitas vezes, são mais resistentes do que as madeiras utilizadas pelo mercado”, comenta a design de interiores Denise Bertolini.

Segundo Vinicius Zanutto, diretor da Madeira de Demolição.com, a reutilização ajuda na preservação de recursos naturais, pois é reciclável. “Maior parte do material que a gente usa vem do Paraná, geralmente da zona rural, onde na época do auge do cafe os casarões eram de madeira, explica.

A madeira de demolição passa por um processo de limpeza e tratamento antes de ser colocada no mercado. Sua superfície envelhecida é evidenciada com escovação e as demais faces são preparadas em medidas padrão para outras formas de reutilização. “É uma estética diferente, a madeira tem mais de cem anos e ainda é de boa qualidade. Por isso o preço também é um pouco acima.”, conta o diretor.

O metro quadrado de um painel de madeira de demolição pode chegar a R$500. O mesmo painel, com madeira cumaru, sai por R$200. Segundo a empresa, as espécies de madeira de demolição mais procuradas são de peroba rosa, cerejeira, pinho-de-riga e canela. Como algumas já estão extintas, o preço é maior do que a madeira comercial.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *